Bibi entrou em cena fazendo psiu e armou-se um escarcéu ao seu redor

0
5
Gostou do post?



No dia 10 de novembro de 1927, às 21h, uma garotinha surgiu da coxia do Salão Renascença, no Beira-Mar Cassino, no Rio de Janeiro. Caminhou sorrindo até o centro do palco, sentou-se no chão cruzando as pernas e levou o dedo aos lábios, fazendo “psiu!”. Saiu pelo outro lado e abriram-se as cortinas para o que seria o começo do moderno teatro brasileiro: a estreia da companhia Teatro de Brinquedo, de Eugenia e Alvaro Moreyra, com a peça “Adão, Eva e Outros Membros da Família”, de Alvaro. Era um texto coloquial, cínico, quase amoral, como nunca se vira no Brasil -algo impróprio para se dizer na presença de uma menina de cinco anos. Mas Aída, a mãe da garota, estava no elenco, e seu pai, Procópio, na plateia. A menina se chamava Bibi Ferreira.
Leia mais (02/13/2019 – 17h29)

Fonte do link

Comentários no Facebook