BHTrans suspende temporariamente três linhas de ônibus na capital


A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) decidiu nesta sexta-feira (10) suspender temporariamente três linhas do transporte público municipal devido ao baixo movimento. De acordo com o órgão, a demanda de passageiros no transporte coletivo teve uma redução significativa, de cerca de 70%, devido às medidas de isolamento social. A medida começa a valer a partir da próxima segunda-feira (13).

Em nota, a BHTrans informou que “a suspensão temporária de atendimentos permite a utilização dos ônibus para reforçar as viagens nas linhas remanescentes, o que permite intervalos menores nas linhas mantidas”. “A BHTrans determina aos concessionários que toda suspensão de serviços deve ser precedida de justificativa, demonstração da cobertura de atendimento por linhas remanescentes e garantia de que os usuários pagarão a mesma tarifa”, diz o texto.

As linhas suspensas temporariamente a partir da próxima segunda-feira (13) são: 

 

1) 83P – Estação São Gabriel/Centro (Paradora)

– Para quem vai descer na Cristiano Machado: A opção é a linha 82P (Estação São Gabriel/Savassi – Via Hospitais)

– Para quem vai ao Centro: A opção é a linha 83D (Estação São Gabriel/Centro – Direta).

 

 2) 85 – Estação São Gabriel/Centro – Via Floresta

– Para quem vai descer na Cristiano Machado ou Área Hospitalar: A opção é a linha 82P (Estação São Gabriel/Savassi – Via Hospitais)

– Para quem vai para Av. Augusto de Lima: A opção é a linha 66 (Estação Vilarinho/Centro/Hospitais – Via Cristiano Machado)

– Para quem vai ao bairro Floresta: A opção é a linha 62 (Estação Venda Nova/Savassi – Via Hospitais).

 

3) 67 – Estação Vilarinho/Santo Agostinho – Via Av. Carlos Luz

– Para quem vai para Pampulha / Av. Carlos Luz / Santo Agostinho: A opção é a linha 64 (Estação Venda Nova/Assembleia – Via Carlos Luz) que terá o itinerário atendendo as avenidas Bias Fortes e Álvares Cabral.

 

COVID-19. Mesmo durante este período de isolamento, a reportagem de O TEMPO já chegou a flagrar algumas linhas com bastante movimento. Na matéria “Mesmo com determinação da PBH, ônibus circulam com passageiros de pé na capital”, veiculada na última terça-feira (7), a repórter Isabelly Morais relata algumas linhas levando passageiros em pé e muitos coletivos circulando lotados.

Na época, a BHTrans informou em nota que “está fiscalizando as linhas do transporte coletivo da capital em relação ao intervalo de viagens e a lotação dos ônibus, com agentes nas ruas e monitoramento pelas câmeras do Cop-BH”. Segundo a empresa que administra o trânsito na capital, até essa sexta-feira (10) já haviam sido emitidas 415 autuações para as empresas por não cumprirem as determinações.

“A Prefeitura de Belo Horizonte instruiu as empresas de transporte coletivo da capital para que nenhuma linha de ônibus tenha um intervalo maior do que 30 minutos entre as viagens e, mesmo com a operação em horário reduzido, a determinação é de que nenhum passageiro seja transportado em pé”, diz a nota.

Conforme a BHTrans, esses cortes não devem contribuir ainda mais para a lotação de outras linhas e que passageiros continuem tendo que viajar em pé, uma vez que os ônibus que eram utilizados nas linhas suspensas, temporariamente, serão utilizados nas linhas que servem como opção. “A Prefeitura de Belo Horizonte instruiu as empresas de transporte coletivo da capital para que nenhum passageiro seja transportado em pé. A BHTRANS está fiscalizando as linhas do transporte coletivo da capital em relação à lotação dos ônibus e ao intervalo de viagens”.

 Conforme o órgão, agentes da BHTrans monitoram, 24 horas, todas as estações de transporte da capital, tanto presencialmente quanto pelas câmeras do Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH). “Todas as estações possuem agentes. Verificando a necessidade, é exigida a presença de ônibus extras para reforçar a operação das linhas”.

A BHTrans reforça ainda a recomendação de que os idosos evitem o uso do transporte coletivo, principalmente nos horários de pico, e que os usuários evitem o manuseio de notas e moedas, fazendo o pagamento com o cartão BHBus. 

 

 

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nove + treze =