Benefícios a procuradores e juízes avançam e somam R$ 543 milhões na pandemia



Em ano de pandemia da Covid-19, procuradores e juízes com atuação na esfera federal receberam R$ 543 milhões em benefícios acrescidos a seus contracheques.

Foram licenças-prêmio, gratificações por acúmulo de ofícios ou pagamentos retroativos -com recorrentes valores individuais superiores a R$ 200 mil, no caso deste último benefício-
depositados aos servidores ao longo do ano de 2020.

O valor global representa um aumento de 48% (ante uma inflação anual de 4,52%, pelo IPCA) em relação aos mesmos benefícios inseridos nos contracheques de 2019, quando totalizaram R$ 367 milhões.?

Um levantamento feito pela Folha levou em conta os quatro braços do Ministério Público da União ?MPF (Ministério Público Federal), MPT (Ministério Público do Trabalho), MPM (Ministério Público Militar) e MPDFT (Ministério Público do DF)- e Justiças Federal, do Trabalho e Militar.
Leia mais (03/14/2021 – 23h15)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários