Australian Open, o 'Slam feliz', vira caldeirão da discórdia na pandemia



O Australian Open passou a vender com sucesso nos últimos anos o conceito de “happy Slam”. A estratégia de marketing indica que os tenistas são mais felizes em Melbourne do que quando disputam os outros três eventos do Grand Slam: Roland Garros (Paris), Wimbledon (Londres) e US Open (Nova York).
Leia mais (01/20/2021 – 12h13)

Fonte do link