Atirador de Paracatu tinha mais seis munições, e tragédia poderia ser maior


Rudson Aragão Guimarães, 39, autor do tiroteio em Paracatu, que deixou quatro mortos, ainda tinha mais seis munições na arma quando a Polícia Militar o deteve. Por causa disso, a tragédia poderia ter sido ainda maior, já que na igreja estavam presentes 20 pessoas, incluindo aquelas que morreram.

Major Flávio Santiago avalia que, caso os militares não tivessem chegado no momento do crime, é muito provável que o atirador tivesse feito mais vítimas. “Na arma cabia uma munição por vez, mas ele tinha mais seis munições. Ou seja: poderiam ter mais seis vítimas, valendo-se que elas eram da melhor idade”, afirma.

“Graças a ação rápida da PM conseguimos evitar que a tragédia fosse muito maior”, completa o major.

O ataque

Quatro pessoas morreram vítimas de um ataque ocorrido na noite desta terça-feira (21), em Paracatu. De acordo com a Polícia Militar, suspeito do crime é um ex-militar das Forças Armadas e tem 39 anos. Ainda não há detalhes sobre motivação do crime.

Segundo o major, o homem foi até a casa da mãe dele, onde estavam a mãe, a irmã e sua ex-namorada. Então, desferiu um golpe de faca no pescoço da ex-companheira, que morreu no local.

Em seguida, ele foi até uma igreja batista da cidade, onde ocorria uma reunião fechada com aproximadamente 20 pessoas. De posse de uma garrucha calibre 36, o autor do ataque atirou na cabeça de um senhor, de nome Antônio. Ele era pai do pastor da igreja.

Depois disso, o ex-militar recarregou a arma e atirou novamente, desta vez, na cabeça de uma senhora. 

A PM chegou ao local. Ao perceber a presença dos militares, ele fez uma mulher de refém. A corporação tentou negociar, mas ele disparou mais uma vez e acertou na cabeça da mulher. Com isso, as três pessoas morreram no templo.

Os militares revidaram e atiraram no homem, que ficou ferido e passa por cirurgia na noite desta terça-feira (21). “Se a PM não chegasse, o ataque poderia ter sido muito pior”, relatou o major.

Segundo a PM, o pastor fugiu do local. A reportagem entrou em contato com o prefeito da cidade, mas as ligações ainda não foram atendidas.

Feridos

Segundo o Hospital Municipal de Paracatu, deram entrada no local cinco pessoas, sendo o próprio atirador e as pessoas feridas por ele. As mortes das vítimas foram constatadas lá.

O autor teve um ferimento na orelha e outro na artéria e que não corre risco de morrer.

Fonte do link

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook