Após recuo de Doria na flexibilização, restaurantes querem duas datas para o Dia dos Namorados

Para driblar os efeitos das restrições da fase de transição em São Paulo, prorrogada pelo governo até 14 de junho, os restaurantes querem começar a comemoração do Dia dos Namorados na sexta-feira (11) para ter um dia a mais de atendimento, segundo a Abrasel, associação que reúne os donos dos estabelecimentos.

Como a manutenção da proibição de funcionar após as 21h e capacidade limitada a 40%, o presidente da Abrasel em Campinas, Matheus Mason, diz que a entidade vai orientar que os restaurantes comecem a oferecer seus cardápios especiais de Dia dos Namorados já na véspera.

Segundo ele, a expectativa é que as vendas fiquem em 20% do que seria o normal no pré-pandemia.
Leia mais (05/26/2021 – 17h28)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários