Após licitar compra de 'kit covid', Secretário de saúde de Nova Lima deixa cargo


O médico Rafael Guerra, secretário de Saúde de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, deixou o cargo neste domingo (24), 24 dias após assumi-lo. A informação foi dada pelo prefeito da cidade, João Marcelo Dieguez (Cidadania), que, em uma rede social, anunciou a saída do titular da pasta.

Guerra se envolveu em uma polêmica nesta semana após a prefeitura publicar um edital para a compra de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

O documento, publicado na última quinta-feira (21), aponta a pretensão de compra de 60 mil comprimidos de hidroxicloroquina, 100 mil de ivermectina e 20 mil de azitromicina. O objetivo da compra é, segundo o edital, o “enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do Corona vírus, responsável pelo surto da Covid-19 (SARS-CoV-2)”.

Na publicação, o prefeito agradeceu ao agora ex-secretário pelo empenho na pasta. A partir desta segunda-feira (25), o cargo será ocupado interinamente pelo vice-prefeito, Diogo Ribeiro, até que um novo nome seja definido.

A reportagem entrou em contato com a prefeitura de Nova Lima e aguarda retorno.

Fonte do link