Apesar de negar negociações, Bolsonaro avança em oferta de cargos ao centrão



Apesar de dizer que não quer negociar com o Congresso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nos bastidores, avança com ofertas de cargos a partidos do chamado centrão, em ofensiva para isolar cada vez mais o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e formar uma base que lhe garanta vitórias no Parlamento.

Além do comando do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) ao PP e o da Funasa (Fundação Nacional de Saúde) ao PSD, como mostrou a Folha no sábado (18), o governo está oferecendo também postos em estatais importantes.

Segundo parlamentares, há nas conversas quem tenha reivindicado um posto estratégico –o Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária, hoje comandado por Tereza Cristina, deputada licenciada do DEM.
Leia mais (04/21/2020 – 01h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 + 3 =