Além de derrota para Moro e Lava Jato, julgamento do STF deixa Lula mais distante de eventual nova condenação



Em mais uma derrota para a Lava Jato, o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria nesta quinta-feira (22) para confirmar a decisão da Segunda Turma que declarou o ex-juiz Sergio Moro parcial na condução do processo do tríplex, que levou o ex-presidente Lula (PT) à prisão por 580 dias. Sete dos 11 ministros votaram nesse sentido, enquanto dois divergiram.

A análise do tema, porém, foi suspensa por pedido de vista (mais tempo para avaliação) do ministro Marco Aurélio, e a sessão foi encerrada em meio a uma discussão acalorada entre Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso, que acusou o colega de ter “manipulado a jurisdição” do caso. Gilmar, por sua vez, disse que Barroso é moralista e afirmou que ele “perdeu” e deveria se conformar com a derrota.
Leia mais (04/22/2021 – 23h15)

Fonte do link