Agenda de shows presenciais em São Paulo vai de Ney Matogrosso a Barões da Pisadinha



Após meses com pouca ou nenhuma programação musical, São Paulo agora vê sua agenda de shows ser preenchida a passos lentos, à medida em que a vacinação avança e os casos de Covid-19 caem na capital.

Embora os cuidados para que se evite o contágio ainda sejam obrigatórios -como o uso de máscaras e a distribuição de álcool em gel-, as regras do Plano SP, que controla a pandemia na cidade, nunca estiveram tão permissivas.

Casas de espetáculo, por exemplo, podem promover, desde agosto, eventos com até 100% de sua capacidade e uma programação que siga madrugada adentro, desde que não causem aglomerações e garantam o distanciamento entre as mesas. A partir do primeiro dia de novembro, o governo do estado também deve liberar todos os tipos de evento-inclusive os shows em pé.
Leia mais (09/24/2021 – 16h14)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários