A emenda que garante a epidemia de desinformação sobre a pandemia



Uma semana antes do último Natal, um séquito de SUVs chegou a um posto de saúde do abastado distrito de Oxfordshire, a 90 km de Londres. Estava na hora de fechar o posto, mas uma exceção foi aberta para um homem idoso. Protegido por seguranças, ele foi tomar a vacina contra o coronavírus, depois de garantir que a cena não seria documentada por celulares.
Leia mais (03/17/2021 – 23h15)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários